macd opciones binarias hope opções binárias 60 second binary options brokers list digital options vs binary options

Tente não sorrir quando você ver Shiloh Jolie Pitt hoje

As primeiras adoções

Angelina Jolie e Brad Pitt começaram a sua família de uma forma não-tradicional, com Pitt adotando as duas crianças, Maddox e Zahara, que Jolie tinha adotado anteriormente como mãe solteira.  A família começou quando Jolie terminou seu casamento com Billy Bob Thornton em 2002 de uma forma incomum: ela adotou um menino de seis meses do Camboja. Ele se tornou seu primeiro filho, Maddox.

Três anos depois, a mãe solteira expandiu novamente a sua família, desta vez quando adotou a sua filha Zahara da Etiópia. E embora essa notícia fosse emocionante para todos os fãs do então casal Jolie-Pitt (amorosamente chamado de Brangelina), nada foi mais emocionante do que o anúncio do casal de que estavam grávidos do seu primeiro filho juntos.

Fugindo da imprensa

Os fãs e a imprensa ficaram loucos quando Brad e Angelina se tornaram oficialmente um casal, e essa empolgação nunca pareceu desaparecer mesmo depois de terem saído como um casal por um tempo. A sede insaciável do público por fotos de Brangelina levou o casal a ir para a Namíbia para Jolie dar à luz.

Era uma forma de escapar à obsessão do público com o bebê do casal. Antes mesmo de a criança nascer, as pessoas já estavam tentando adivinhar qual dos pais ela mais se assemelhava. Manter o bebê fora dos olhos do público era uma prioridade para os novos pais.

Crescendo a família

O nascimento de Shiloh fez dos Jolie-Pitts uma família de cinco filhos, que é quando muitas famílias decidem deixar de ter filhos. Mas Jolie e Pitt decidiram continuar a expandir sua família, desta vez através de outra adoção internacional.

Apenas um ano após o nascimento de Shiloh, os astros trouxeram um garoto de três anos do Vietnã para casa. Com a adoção da Pax, a família cresceu para uma família de seis filhos, com quatro filhos e dois pais. Biológica ou não, Brangelina amava todos os seus quatro filhos da mesma forma.

Não mais uma mãe solteira

Como outras famílias adotivas que adotam crianças do exterior, Jolie e Pitt tiveram que viajar para a Etiópia antes de se tornarem guardiãs legais de Zahara. Jolie pode ter adoptado os seus dois filhos mais velhos como mãe solteira, mas Pitt interveio pouco depois de começarem a namorar e os dois se tornaram os guardiães das crianças.

Durante 2006, ele foi nomeado como o guardião das duas crianças antes de finalmente adotá-las.

A primeira gravidez

Brangelina e seus dois filhos já cativaram o público, mas seu estrelato subiu ainda mais quando Pitt e Jolie anunciaram que estavam esperando seu primeiro filho juntos. O público ficou louco, embora isso era um pouco de se esperar. Parte de ser famoso é saber que o público está interessado em sua vida, mas equilibrar isso com as crianças pode ser difícil.

Afinal, uma criança não deve crescer na frente dos paparazzi só porque os pais são estrelas. A privacidade e a publicidade com uma criança podem ser uma escala difícil de equilibrar.

O começo de tudo

Mas como é que a família Jolie-Pitt começou? Ela começou quando o casal começou a se conhecer no set de filmagem de Sr. & Sra. Smith, que eles co-estrelaram juntos. Pitt ainda era casado com Jennifer Aniston na época, e seu divórcio de Aniston depois de conhecer Jolie deixou os fãs indignados.

Jolie disse que nada aconteceu entre ela e Pitt antes do divórcio de Aniston ser finalizado. O pai de Jolie traiu sua mãe, e Jolie disse que ela nunca poderia estar em um relacionamento com alguém que ainda era casado.

Um compromisso público

Ter um filho juntos é um sinal de um compromisso sério, então os fãs naturalmente ficaram loucos quando descobriram que Jolie estava grávida do filho do casal. Afinal, ter um filho com alguém não é algo que se dissolve se você acabar se divorciando ou se separando.

O casal manteve as coisas privadas na Namíbia e só confirmou que Jolie deu à luz uma filha em 27 de maio de 2006. A criança bem escondida fez com que os preços de uma foto dela disparassem, com muitas revistas dispostas a pagar uma pequena fortuna para serem as primeiras a publicar uma foto do tão esperado bebê Jolie-Pitt.

Definindo a segurança

O casal levava a sério manter o nascimento privado, e eles até contrataram funcionários do governo da Namíbia para reforçar a segurança. A parte do hospital onde Jolie e o bebê estavam localizados estava fechada para todos. Apenas as pessoas que tinham permissão por escrito de Jolie e Pitt foram capazes de entrar na ala.

A segurança foi montada para cercar toda a área onde a família ficou. Mas isso não impediu que as pessoas tentassem ter um vislumbre. Um fotógrafo foi preso depois de tentar entrar no hotel sem qualquer tipo de autorização de segurança.

Uma exposição para a caridade

Embora o casal tenha decidido ficar mais tempo na Namíbia em um esforço para prolongar sua privacidade, eles não podiam evitar a imprensa americana para sempre. Alguns fãs expressaram preocupação de que o bebê Shiloh ficaria escondido para sempre, mas outros suspeitaram que o casal iria fazer um acordo com um meio de comunicação quando estivessem prontos para revelar fotos.

Isso acabou por ser verdade, com a família chegando a um acordo com a Getty Images. Em troca de uma grande quantia de dinheiro, os fotógrafos da Getty tiveram acesso à família e ao novo bebê. A dupla doou o dinheiro para uma instituição de caridade em vez de guardá-lo para si mesmos.

Aumentando a fama

Foi um erro pensar que o público iria perder o interesse no bebê Shiloh depois que as fotos foram liberadas. O bebê ficou tão famoso, na verdade, que uma cópia de cera foi feita dela para o famoso museu de cera Madame Tussauds.

A gerente do museu da cera, Janine DiGioacchino, disse que, mesmo com poucos meses de idade, Shiloh já estava se tornando um ícone pop. O público americano estava claramente obcecado pelo último filho de Brangelina.

Criança número 4

A família Jolie-Pitt não ficou uma família de cinco por muito tempo. Eles notaram uma mudança em sua família quando voltaram para a América após o nascimento de Shiloh. Como resultado, o casal decidiu adotar outra criança. Essa criança era Pax, que eles adotaram do Vietnã.

Por causa do fato de que Pitt e Jolie não eram casados, Jolie teve que adotar Pax por si mesma. O Vietnã se recusou a permitir que Pitt pudesse co-assinar. Apesar disso, Pax é filho de Pitt, também.

Uma família de seis

O Brad tornou-se o guardião legal de Pax quando voltaram com ele aos Estados Unidos. Até então, eles tinham uma família de seis, com três filhos adotivos, uma filha biológica e os dois pais famosos.

Apesar de um grande número de crianças, apenas dois membros da família pareciam assemelhar-se um ao outro: Brad e a filha Shiloh. Jolie uma vez brincou que Shiloh seria o pária da família com seus olhos azuis e cabelos loiros.

Pais atraentes

O fascínio da mídia com Shiloh só cresceu depois que sua família lançou as primeiras fotos dela. Paparazzis estavam constantemente tentando tirar fotos dela, e o público passou muito tempo discutindo se ela herdou a boa aparência de sua mãe ou de seu pai.

Tanto Jolie como Pitt são bem conhecidos por serem pessoas lindas, pelo que se partiu do princípio de que o Shiloh seria igualmente atraente. Jolie falou abertamente sobre o quanto Shiloh se parecia com Pitt, mas a aparência de uma criança está sempre mudando naquela idade, e Shiloh era claramente a filha de Jolie.

Outra gravidez

O clã Jolie-Pitt não parou com seis. Jolie fez notícia novamente quando ela anunciou que ela e Pitt estavam esperando outra criança juntos. Os fãs ficaram ainda mais loucos quando ela revelou que eles estavam na verdade esperando gêmeos.

Em 12 de julho de 2008, nasceram a filha Vivienne Marcheline e o filho Knox Léon. Tal como o nascimento da irmã, também o nascimento de Knox e Vivienne chamou a atenção da imprensa. As primeiras fotos dos recém-nascidos custaram 14 milhões de dólares.

Tal pai, tal filha

Jolie e Pitt mantiveram seus gêmeos recém-nascidos longe da câmera assim como fizeram com Shiloh. Como resultado, a mídia continuou a se concentrar no outro recém-nascido. Ela parecia se parecer com Pitt em quase todos os sentidos.

O cabelo loiro e os olhos azuis dela eram dele, e eles até tinham uma forma de rosto semelhante. Fotos de um jovem Brad Pitt são muitas vezes difíceis de distinguir das fotos de uma jovem Shiloh. Shiloh foi até mesmo tão longe quanto se vestir similarmente ao seu pai.

Se vestindo como o pai

As crianças Jolie-Pitt não eram frequentemente vistas pelo público, mas quando eram, chamavam a atenção da câmera. No tapete vermelho, Shiloh muitas vezes usava um mini terno como seu pai, enquanto suas irmãs preferiam se vestir de forma semelhante à mãe em vestidos extravagantes

Shiloh até usou seu cabelo em um estilo parecido ao do pai, então não foi uma surpresa quando a especulação começou a circular sobre a aparência masculina da menina, mesmo que ela fosse apenas uma criança.

Aparência andrógina

Não é segredo que a imprensa vai fazer o que tem de fazer para ganhar dinheiro, e as revistas rapidamente descobriram que publicar artigos sobre a aparência de Shiloh e ligá-lo às habilidades de Jolie como mãe trouxe muito dinheiro. Em 2010, a revista Life & Style lançou uma manchete particularmente brutal que dizia: “Por que Angelina está transformando Shiloh em um garoto?”.

O repórter incluiu uma entrevista com um grupo cristão conservador chamado Focus on the Family, que disse que permitir que as crianças agissem de forma andrógina teria repercussões para a criança no futuro. O público não pareceu apreciar o constante escrutínio da criança, e rejeitou a ideia de que Shiloh deveria ser forçado a se vestir com roupas mais femininas.

Espalhando controvérsia

Um grupo específico, o Centro Nacional para a Igualdade entre os Transgêneros, se manifestou contra as declarações do Focus on the Family. Eles lançaram uma declaração desafiando a ideia de que era do interesse de uma criança empurrá-la para os estereótipos de gênero em uma idade jovem.

Eles também disseram que o mundo se beneficiaria das crianças que têm uma ampla gama de interesses que vão além do que se espera de cada gênero. Em uma entrevista à Vanity Fair, Jolie defendeu o estilo andrógino de sua filha.

Especulação transgênero

Na entrevista da Vanity Fair em 2010, os comentários de Jolie provocaram especulações de que Shiloh poderia ser transgênero. Na entrevista, Jolie disse que Shiloh preferia se vestir como um menino e agir como um menino. Ela até disse que Shiloh pensava em si mesma como “um dos irmãos”.

É importante notar, no entanto, que Shiloh ainda era uma criança pequena. Ela talvez estivesse desfrutando de uma fase de garotinho em vez de ser transgênero.

Uma onda de suporte

O lançamento dessa entrevista causou um zumbido em Hollywood. Muitas celebridades LGBTQ proeminentes falaram e ofereceram apoio à família Jolie-Pitt e à própria Shiloh.

O filho de Cher, Chaz Bono, disse que gostaria de falar com eles para informá-los sobre os recursos existentes para crianças transgêneros e suas famílias. Bono é transgênero e disse que crescer sob os holofotes era difícil com toda a atenção que a mídia dedicava a ele.

Crescendo publicamente

A conversa em torno da identidade de gênero de Shiloh nunca diminuiu, e outras celebridades começaram a se envolver na discussão. A modelo Amber Rose postou uma foto tirada de Shiloh no tapete vermelho e escreveu a seguinte legenda: “Quão lindo é John Jolie Pitt?! Nascido na família perfeita para ele”.

O seu post estava acompanhado pelas seguintes hashtags: #TransKids, #LoveUrKidsNoMatterWhat, e #Support. A implicação foi que Shiloh era abertamente transgênero. Rose recebeu uma reação negativa por isso, especialmente porque ela estava se envolvendo em uma situação que não lhe dizia respeito.

Buscando chamar a atenção

Especulação começou a se espalhar que Shiloh estava fazendo suas escolhas de moda com base em um desejo de mais atenção. Jolie se alimentou desta especulação quando ela admitiu que ela tem que fazer um esforço para não ignorar as necessidades de Shiloh.

Ela disse que as três crianças mais velhas (Maddox, Zahara e Pax) vieram de circunstâncias difíceis, enquanto Shiloh nasceu no privilégio. Isso não significa, no entanto, que Jolie negligenciou sua filha.

Separação

Para alguns, Shiloh parecia ter disforia de gênero, no qual ela se identificava com o gênero em que não nasceu. Outros argumentaram que sua aparência andrógina era um grito de atenção para com seus pais famosos.

Em 2016, Pitt e Jolie anunciaram que estavam se separando depois de mais de uma década juntos. O divórcio e a separação criaram dificuldades adicionais para as crianças, e isso não poderia ter facilitado a situação de Shiloh.

Um ataque físico

Os fãs estavam naturalmente curiosos para saber por que o casal, que se casou em 2014, decidiu se separar dois anos depois. Os relatos revelaram que houve uma discussão física entre Pitt e seu filho mais velho, Maddox, que tinha 15 anos na época.

De acordo com os relatos, Pitt fisicamente atacou Maddox, que estava tentando proteger Jolie durante uma discussão entre o casal. Pitt negou essas alegações, e aqueles que conhecem a estrela pessoalmente apoiam o seu lado de que não houve nenhum ataque físico.

Rumores pouco elogiosos

A separação de Brangelina e o eventual divórcio foram fortemente cobertos pela mídia, assim como todas as outras partes de suas vidas juntas. Rumores abundaram, incluindo um que Pitt tinha usado drogas e álcool e tinha se comportado de forma inaceitável.

Outros rumores se espalharam que Pitt teve um caso com sua co-estrela francesa em Allied, Marion Cotillard. Nada foi confirmado, e os fãs ficaram naturalmente ainda mais famintos por informações sobre por que o casal de celebridades decidiu se separar.

Um inquérito inesperado

As coisas só continuaram a piorar para Pitt, especialmente depois que fotos dele saindo da casa da família surgiram em várias publicações. Pior ainda, um relatório revelou que Pitt estava sendo investigado pelo FBI e pelo Departamento de Serviços para Crianças e Família  de Los Angeles para averiguar a forma como ele tratou seus filhos.

Este foi um choque para os fãs que pareciam incapazes de conciliar a personalidade pública de Pitt com o que parecia acontecer atrás das portas fechadas. Finalmente, no entanto, Pitt foi liberado de todas as acusações após a investigação ter sido concluída.

Afetando a família

Nenhuma criança é imune ao divórcio ou separação de seus pais, mas para as crianças Jolie-Pitt, Shiloh parecia estar levando isso mais a peito. Um amigo da família foi citado no Radar Online dizendo que Shiloh tinha mudado desde a separação.

O amigo continuou dizendo que a garota de 11 anos não entendeu por que Pitt não conseguiu ir em viagens da família a lugares como a Disneylândia. Isso não facilitou as coisas para uma criança já perseguida pela imprensa.

Preenchendo a custódia

Jolie levou a separação do casal para o próximo nível quando ela pediu para ser dada a custódia exclusiva de todos os seis de seus filhos. Como as crianças eram muito novas, elas não tinham nada a dizer sobre o que aconteceu com a disputa da custódia.

Shiloh era particularmente próxima de Pitt, então a decisão de Jolie sem dúvida foi difícil para a criança. Devido ao foto de que ela era menor de idade, sua opinião não importava muito quando se tratava de quem ela vivia com, então ela teve que viver com Jolie como seu único cuidador por enquanto.

Sendo sincera

Angelina tem sido honesta sobre a sua separação de Pitt. Ela foi citada em uma entrevista de 2017 dizendo que achava importante não chorar na frente das crianças, especialmente porque elas precisavam saber que as coisas estariam bem mesmo que ela nem sempre tivesse certeza.

Jolie parece entender que sua separação de Pitt é difícil para todas as crianças, e ela trabalhou para facilitar ao máximo a transição, mesmo que isso signifique colocar os sentimentos de seus filhos à frente dos seus.

Co-paternidade

A moção de Jolie para pedir a custódia exclusiva dos filhos do casal não significava que Pitt não estava envolvido na vida de seus filhos. Na verdade, ambos os pais ainda têm sido ativamente envolvidos na vida de seus filhos, apesar de seus novos arranjos de vida.

Shiloh ainda pode ser próxima de seu pai, enquanto Pitt continua a fazer um esforço para vê-la. Jolie e Pitt parecem ambos apoiar Shiloh sendo próxima de seu pai, e ela continua a se parecer mais com ele a cada dia.

Uma situação tensa

Logo ficou claro que Jolie e Pitt não teriam uma separação fácil. Separar a sua vida da de outra pessoa é sempre difícil, mas torna-se particularmente difícil quando há crianças envolvidas e você precisa negociar um acordo de custódia.

Logo ficou claro que Jolie estava disposta a se esforçar muito para garantir a custódia total de seus seis filhos. No início, a batalha pela custódia era privada, mas Jolie acabou decidindo levá-la para o campo aberto.

A guerra fica suja

Em 2018, dois anos depois de anunciarem a sua separação, Pitt e Jolie ainda estavam em guerra pela custódia dos seus filhos. Jolie levou seu caso para o público e acusou Pitt de não ser um bom pai e ser desinteressado na vida de seus filhos.

Pitt contestou as alegações, citando todo o dinheiro que ele tinha gasto com seus filhos e alegando que ele só queria ter seus filhos em sua vida. A situação tensa não foi fácil para Shiloh.

Deixando os EUA

A situação piorou quando Jolie começou a filmar seu filme Malévola 2 em Londres. Ao mesmo tempo, Pitt estava trabalhando em seu próprio filme de volta em Los Angeles.

Jolie tomou a decisão de levar todos os seis filhos do casal com ela para Londres sem obter a permissão de Pitt. Isso foi um grande golpe para Pitt e o levou a começar a lutar para ter seus filhos de volta. Ele pediu a Jolie para melhorar a comunicação com as crianças.

Os tribunais entram em cena

Muito raramente alguém se beneficia quando um dos pais procura manter uma criança longe do outro pai. Depois que Jolie levou seus filhos para Londres, um juiz entrou em cena e ordenou que ela permitisse que Pitt pudesse ver regularmente as crianças.

O juiz reconheceu que, embora Jolie possa ter pensado que ela estava agindo no melhor interesse das crianças, ela estava, de fato, tornando as coisas piores, impedindo-os de ver seu pai. Pitt foi finalmente autorizado a se comunicar com eles regularmente e sem ser monitorado. Mas os efeitos da separação brutal já tinham começado.

O impacto mais difícil

Numerosas fontes próximas à disputa pela custódia vazaram para a imprensa que Shiloh tem sido o mais negativamente impactado pela perseguição da custódia de Jolie. Um tabloide, Star, disse que Shiloh até mesmo disse a Jolie que ela queria viver com Pitt em vez dela.

Deve ser um alívio para Pitt ouvir que a sua filha ainda é leal a ele. Em uma estranha reviravolta de eventos, parece que o comportamento hostil de Jolie pode estar trabalhando contra ela. Um juiz sugeriu a ideia de que seu comportamento poderia ser causa para ela perder a custódia completamente.

Continuando a vida

Mas a tensão entre os pais não parou completamente a vida de Shiloh. Viagens recentes incluem viagens à Disneylândia e Utah, assim como à Namíbia, onde ela nasceu. A única viagem à qual ela parecia reagir negativamente foi a mudança forçada para Londres com Jolie. Um juiz ordenou que a viagem terminasse.

A dor de ser separada de seu pai tem sido muito provavelmente insuportável, provavelmente ainda pior do que uma clavícula recentemente quebrada de um acidente enquanto praticava snowboard.

Uma família dividida

Shiloh é apenas uma das seis crianças afetadas pela tensão entre Brangelina. Como os outros foram impactados pela cruzada de custódia de Jolie?

Alguns relatos sugerem que os meninos Jolie-Pitt não estão nos melhores termos com seu pai, o que não é surpreendente desde que a separação inicial é relatada como tendo início após uma briga entre Pitt e Maddox. As filhas de Jolie-Pitt, no entanto, ainda parecem ser leais a seu pai.

Uma futura entrevista?

Fontes relataram que Shiloh está cansada da briga entre seus pais. Uma fonte específica até mesmo insinuou que Shiloh poderia estar disposta a ir a público com a situação. A jovem garota alegadamente quer que todos saibam que ela e seus irmãos ainda amam seu pai e o querem em suas vidas.

Parece que Shiloh vem querendo se abrir sobre esta situação por um tempo, especialmente após a mais recente tentativa de Jolie de retratar Pitt negativamente.

Perto do fim

A batalha da custódia parece ter durado para sempre, mas um fim pode estar se aproximando. As coisas parecem estar se acalmando ligeiramente e a disputa de divórcio e custódia pode terminar de forma mais amigável do que parecia anteriormente.

Afinal, Jolie tentou vários truques para separar seus filhos de Pitt, e até agora, eles não parecem estar dando certo. Shiloh ainda é leal a Pitt, e Pitt ainda está tentando ser uma parte ativa da vida de seus filhos.

Ganhando influência

Shiloh não é mais o pequeno bebê que teve que ser escondido dos paparazzi em 2006. Quando ela se tornar adolescente, suas opiniões, sem dúvida, terão mais peso do que quando Jolie e Pitt anunciaram sua separação pela primeira vez.

Pitt parece ter feito progressos recentemente, mas Jolie recentemente contratou uma nova equipe jurídica, então resta saber como as coisas vão acabar. É no melhor interesse de Shiloh e seus cinco irmãos, no entanto, para deixá-los ter o relacionamento que eles querem com seu pai, mesmo que isso significa que Jolie tenha que permitir que eles vejam Pitt regularmente.

Powered by WPeMatico

Related Post